Urnas biodegradáveis facilitam despedida ecologicamente correta

A cremação, por si só, é considerada a opção póstuma de menor impacto ambiental se comparada aos sepultamentos tradicionais. Isso acontece porque, durante a decomposição do corpo sepultado, pode acontecer contaminação do solo e de aquíferos, o que não ocorre no processo de cremação. “O processo de cremação não polui o meio ambiente, os gases são analisados a cada seis meses por uma empresa terceirizada e as cinzas, além de não ocuparem espaço no solo, também não são poluentes”, explica Mylena Cooper, sócia-diretora do Crematorium Vaticano.

Para quem valoriza o aspecto ambiental e quer dar um sentido a mais a sua despedida, optando por rituais diferentes, o crematório oferece urnas biodegradáveis.

Uma delas é feita de compostos orgânicos e materiais naturais como areia, sementes, folhas e tintas naturais. Essa urna pode ser plantada com sementes de árvores nativas, e as cinzas funcionam inclusive como adubo para a planta. As substâncias se integram ao meio ambiente e viram parte do solo, e as urnas poder ser produzidas em diversos tamanhos.

crematorio vaticano urna hidrossoluvel cinzas marOutra opção de urna especial e que vem ganhando cada vez mais adeptos é a urna hidrossolúvel, ideal para quem quer lançar as cinzas ao mar. Em formato de concha, a urna flutua por alguns minutos antes de afundar e dissolver-se, com as cinzas, na água do mar.

Segundo Mylena Cooper, a alternativa é prática e não agride o meio ambiente. “Percebemos que o vento acabava dispersando as cinzas e as famílias se preocupavam muito em como evitar que isso acontecesse. Em contato com artistas brasileiros criamos essa urna especial, feita em material artesanal, com material orgânico e tintas naturais, que não agridem o meio ambiente e se dissolvem na água pouco tempo após o contato com ela”, explica Mylena. “Cada concha é feita à mão a partir de material natural e pintado por um artista com corantes naturais”.

Além do material ecológico da urna, ela vem acompanhada de um plástico especial desenvolvido nos Estados Unidos que também se dissolve na água. O plástico serve para abrigar as cinzas e é colocado dentro da urna por uma pequena tampa. A urna é selada com cola artesanal e ecológica, também hidrossolúvel.

Quer saber mais sobre nossas urnas diferenciadas? Fale conosco.




Matérias relacionadas:

. Cremação, uma solução ecologicamente correta e financeiramente viável

. Sala de Memórias é opção para as famílias guardarem as cinzas

. O que você precisa saber sobre cremação

Compartilhar
Posted in Capela Vaticano Curitiba, Crematório Vaticano, Curiosidades, Novidade and tagged , , , , .