Curitiba: 41 3019-3006 | Bal. Camboriu/SC: 47 3361-0400
Palhoça: 48 3242-3009 | Florianópolis/SC: 48 3236-3006

O que fazer com as cinzas de cremação

O que fazer com as cinzas de cremação

A escolha do que fazer com as cinzas de cremação é sempre difícil. Normalmente fica a critério da família ou ainda, antes de falecer, a pessoa indica o que gostaria que fosse feito com elas. O Crematorium Vaticano disponibiliza diversas alternativas, que podem inclusive ser combinadas, visto que, pela quantidade de cinzas geradas após a cremação – cerca de 2,5 quilos – é possível escolher mais de uma opção.

Confira o que é possível fazer com as cinzas de cremação

Virar um diamante
cinzas de cremação

Com sua resistência e beleza inigualável, o diamante é sinônimo de elegância, amor e eternidade em todo o mundo.

Até então, essa pedra preciosa só poderia ser retirada da natureza, mas agora ela pode também ser extraída de um lugar ainda mais especial, das lembranças de quem se foi. O Vaticano Memorial Diamond possibilita que cinzas ou cabelos humanos sejam transformados em diamantes, originando uma pedra única, com preciosidade e brilho incalculável.

As cinzas ou cabelos são acondicionados em embalagem especial, identificada e codificada. Essa identificação irá acompanhar todo o processo, desde a recepção das cinzas até a entrega do diamante. Assim, a qualquer momento rastreamos em qual etapa está o seu Vaticano Memorial Diamond. Em laboratório é feita a análise e o certificado de auditoria de composição química, uma “impressão digital química”. Com esse laudo é iniciado o processo físico e químico para extrair o carbono da amostra.

Através da tecnologia HPTP, o carbono é submetido à alta pressão e alta temperatura, transformando-se em grafite e posteriormente diamante. Quanto mais tempo dentro do equipamento, mais o diamante cresce. Um rigoroso controle de qualidade é feito. São avaliados o peso, o corte, a autenticidade e a cor do diamante. Esses dados são emitidos na certificação de que foi produzido 100% das cinzas ou cabelos codificados.

Orbitar o espaço eternamente

O Crematorium Vaticano em parceria com a Companhia Americana CELESTIS INC. é a primeira empresa na América do Sul a oferecer o envio das cinzas ao espaço. Uma pequena parte das cinzas (30 gramas) é colocada em uma cápsula fixada a um foguete que vai levá-la ao destino final. Se houver interesse, a família pode acompanhar a cerimônia direto da sede da empresa no Texas, Estados Unidos, assistindo ao vivo o lançamento do foguete. São oferecidas três formas de despedida: orbitar a Terra, orbitar a Lua ou ainda viajar eternamente pelo espaço sideral.

Virar árvore

Sabendo da consciência ecológica cada vez maior da sociedade, o Crematorium Vaticano oferece também a opção de você contribuir com o meio ambiente, tornando-se uma árvore. Pioneiro no Brasil na pesquisa e produção de urnas biodegradáveis feitas de compostos orgânicos como papel reciclado, areia e tintas naturais, o Crematorium desenvolveu uma urna especial que vem acompanhada de sementes de árvores nativas do Brasil. A urna pode ser plantada e as cinzas, compostas de elementos como carbono, servem como adubo e passam a fazer parte da planta que nasce dali.

 Ser incorporado em Cristais

cristal_anjo__crematoriovaticano2 Uma outra alternativa desenvolvida em 2013 pelo Crematorium Vaticano é a inclusão de cinzas em peças de cristais, feitas de forma artesanal. O artesão adiciona as cinzas ao cristal durante a modelagem, que ganhar cores e formatos de acordo com o pedido do cliente. Pode ser em formato de anjo, coração ou até mesmo pingente.

Ser incorporado em obras de arte

Outra inovação do Crematorium foi a de convidar artistas para incorporar cinzas em obras de arte. Eles entrevistam as famílias para conhecer os gostos e hobbies de quem partiu, misturam parte das cinzas nos materiais utilizados (como tintas, argila etc.) e fazem quadros, esculturas e desenhos com esse material, sempre de acordo com as sugestões da família.

Espargir as cinzas no mar

O Crematorium Vaticano também desenvolveu urnas hidrossolúveis para as cerimônias de espargimento das cinzas ao mar. A ideia surgiu porque muitas famílias optam por esta forma de despedida, mas o vento prejudica a cerimônia, espalhando as cinzas pelo ar. A urna hidrossolúvel é totalmente ecológica e dissolve-se na água, sem prejudicar a fauna e a flora marinha.

Ficar na Sala de Memórias

Para quem ainda não sabe o que fazer com as cinzas de cremação, ou prefere não se desfazer delas, o Crematorium Vaticano oferece ainda a Sala de Memórias. Manter as cinzas em casa nem sempre é tarefa fácil para a família, pois traz a lembrança diária da perda. Espargir as cinzas em algum local também é uma decisão difícil, pois ainda há muita ligação da família com as cinzas. Então a Sala de Memórias é uma boa opção. Mantém a tradição de homenagear quem amamos com visitas, pois o que era feito nos cemitérios, passa a ser feito na Sala de Memórias.

Presentes em todas as capelas e nas unidades do Crematorium, essas salas possuem nichos para locação de vários tamanhos, podendo acomodar uma ou mais urnas. Os nichos são personalizáveis e existe a possibilidade de manter junto às cinzas objetos pessoais que expressam os hobbies, trabalhos, família, etc do ente querido. As salas ficam abertas 24 horas, todos os dias do ano, o que facilita as visitas, pois são locais seguros, com um leve som ambiente e climatizados.

Para saber mais sobre o que fazer com as cinzas de cremação, entre em contato.

Todas as notícias

NÓS LIGAMOS PRA VOCÊ!

Como conheceu a Vaticano?*
Portal Vaticano 2018 © Todos os direitos resevados | Por: Agência Nectarina