cremação

Por que escolher a cremação em vez do sepultamento

Quando um ente querido nos deixa, a decisão sobre como será a despedida dele envolve diferentes fatores. Pode partir do próprio ente que, ainda em vida, deixa expresso seu último desejo. Ou pode ser uma decisão da família, tomada em meio ao choque e à emoção diante da perda. Antigamente, quando a cremação ainda era um processo pouco conhecido, com poucos estabelecimentos especializados, a única alternativa era o sepultamento. Hoje, já é possível escolher entre ser sepultado ou ser cremado. E por questões como falta de espaço nos cemitérios e custos, a cremação tem sido cada vez mais escolhida no momento da despedida.

Motivos para escolher a cremação

Em muitas cidades, até mesmo de médio porte, como Florianópolis, por exemplo, cemitérios públicos já não tem como comportar novas sepulturas. Por causa até mesmo de questões ambientais, há maior interesse pela opção da cremação do que pela abertura de novos cemitérios. Como não é poluente, o impacto do processo de cremação no meio ambiente é praticamente zero. Ou seja, muito provavelmente poderá haver um esgotamento total da capacidade dos cemitérios para novos sepultamentos.

Por este aspecto, é de se prever que a tendência será de aumento no número de cremações. A abertura da unidade do Crematorium Vaticano em Palhoça, na Grande Florianópolis, no próximo dia 7 de setembro, é um indicativo disso. Mas além da questão espaço nos cemitérios, o que tem ajudado na decisão é que muitos mitos em torno da cremação já foram desfeitos. Espaços como os do Crematorium Vaticano são preparados para que a despedida seja uma cerimônia especial e inesquecível com uma homenagem digna.

Para quem tem a tradição de ir ao cemitério para “visitar” o túmulo do ente querido, com a intenção de ainda sentir de certa forma a presença dele, mesmo após a cremação é possível adotar uma rotina semelhante. Existem diferentes opções sobre o que fazer com as cinzas. Uma delas é colocá-las em uma sala de memórias. Trata-se um espaço sagrado, onde a família pode armazenar as cinzas do ente querido na urna, junto com alguns objetos especiais como fotos e outras lembranças. Desta forma, a família não deixa de manter a tradição da visitação póstuma em ocasiões como Dia dos Pais, Dia das Mães, Finados e data de aniversário, como fazem os parentes e amigos que frequentemente visitam a Sala de Memórias do Crematorium Vaticano.

A opção do plano preventivo

Em relação aos custos, a opção da cremação se torna mais econômica porque, diferente de uma sepultura, não há necessidade de manutenção sistemática. No caso do Crematorium Vaticano, há a possibilidade de contratação do plano preventivo que traz como vantagens o custo e a forma de pagamento (R$ 3.100,00 em 36 parcelas), mas que também agrega um elemento importante num momento de perda: tranquilidade.

Ao fazer o plano, fica muito mais fácil fazer os encaminhamentos relacionados à cremação. É possível acionar o serviço rapidamente, o que evita uma série de complicações financeiras e burocráticas que se tornam inconvenientes para quem está enfrentando um momento de luto e tristeza.

O plano inclui, além da cremação, cerimônia de despedida com orador e chuva de pétalas, assessoria para documentação necessária, atendimento 24h e a urna para a colocação das cidades.

Saiba mais sobre o Plano Preventivo de Cremação do Crematorium Vaticano.

Em caso de dúvidas, entre em contato.


Compartilhar
Posted in Crematório Vaticano, Novidade and tagged , , , , , .