Curitiba/PR: 41 3019-3006 | Bal. Camboriu/SC: 47 3361-0400
Palhoça/SC: 48 3242-3009 | Florianópolis/SC: 48 3236-3006

Homenagem ao Joel Binhara de Melo

Nascimento: 26/10/1939
Falecimento: 12/04/2015

As mulheres da família Melo: Bianca, dona Maria Elisabeth, Maria Cláudia e Sandra.

Seu Joel era casado com dona Maria Elisabeth Barcellos de Melo. Foram 49 anos de união, e desse casamento tiveram quatro filhos: Sandra Regina Barcellos de Melo, Sérgio Ricardo Melo (falecido em 2017), Maria Claudia Melo e Bianca Melo. As duas últimas filhas nasceram com uma diferença de um pouco mais de 10 anos dos dois primeiros filhos, no entanto, eram consideradas filhas “temporões” do seu Joel e da dona Elisabeth.

O nascimento dos seus quatros filhos trouxe muitas alegrias para seu Joel, pois era muito carinhoso e atencioso. Sempre muito trabalhador, foi dono de padaria junto com sua esposa e trabalharam duro para sustentar a família. Durante sua vida ensinou aos seus filhos que a honestidade era uma das principais virtudes para uma vida digna.

Entrou na faculdade com mais de 40 anos, se formou no curso de direito (bacharel), e após concluir a graduação, como era muito determinado, passou em um concurso público e foi trabalhar como auditor militar, em Curitiba. Tudo que ele fazia, fosse no trabalho, ou em casa, fazia com muita dedicação e amor.

Um dos momentos mais marcantes para ele foi participar da alegria dos dois filhos mais velhos, quando passaram no vestibular para medicina, praticamente na mesma época.

Passou por um infarto aos 58 anos, mas com os tratamentos adequados e sua vontade de viver, conseguiu se recuperar rápido. Pois amava viver, independente das dificuldades. Adorava pescar, mas a alegria do seu Joel era estar sempre com seus filhos e netos. Seu companheiro era o neto Carlos Eduardo, de 13 anos. Ambos adoravam assistir juntos os filmes do Charles Chaplin. Seu Joel acompanha o neto em vários lugares, em cinemas, até em apresentação dos dias dos pais ele  participou, na escola do menino.

Lutou contra um câncer durante 9 anos, e infelizmente faleceu no dia 12 de abril de 2015, aos 75 anos de idade. Seu desejo era ser cremado, a família respeitou sua vontade e  foi cremado no Crematorium Vaticano. Suas cinzas estão junto com as cinzas do filho Sérgio Ricardo de Melo, na Capela Vaticano, que faleceu em abril de 2017.

Uma das coisas mais belas da vida é olhar para o céu, contemplar uma estrela e imaginar que muito distante existe alguém olhando para o mesmo céu, contemplando a mesma estrela e murmurando baixinho: “Que Saudade”.

26/10/1939

12/04/2015

NÓS LIGAMOS PRA VOCÊ!

Como conheceu a Vaticano?*
Portal Vaticano 2018 © Todos os direitos resevados | Por: Agência Nectarina