Curitiba/PR: 41 3019-3006 | Bal. Camboriu/SC: 47 3361-0400
Palhoça/SC: 48 3242-3009 | Florianópolis/SC: 48 3236-3006

Homenagem a Milson Hideyuki Imano

Nascimento: 01/12/1964

Falecimento: 16/04/2017

Milson Hideyuki Imano formou-se em medicina, especializou-se em pediatria e atuou em vários hospitais até o ano de 2000, em Curitiba.   Viveu a maior parte da sua vida dedicada às crianças, era o que mais gostava de fazer, cuidar delas.

No mesmo ano mudou-se para a cidade de Mafra (SC), um dos motivos era proporcionar para os filhos mais qualidade de vida, uma vez que não ficariam trancados em apartamentos, e a cidade pequena permitiria mais liberdade e conforto para eles. Não demorou muito para o médico pediatra se adaptar na cidade pequena, por conta da sua dedicação, realizou vários planos. Seu dia-dia estava dividido em duas atividades diferentes: no atendimento a pediatria de uma maternidade, no PA (Pronto Atendimento) municipal, e também na clínica particular que acabara de abrir no segmento de emagrecimento e estética.

O amor que tinha ao exercício da medicina e sempre muito simpático quando atendia seus pacientes, o levou a ter um programa semanal de rádio por cerca de cinco anos em uma emissora da região, chamado “Pergunte ao Doutor” onde tinha participação de um colega médico que respondiam dúvidas de ouvintes ao vivo. O programa era toda quarta-feira, e as perguntas  eram sobre saúde. Quem o acompanhava tinha o privilégio de ouvir os esclarecimentos do Dr. Milson de uma forma calma e bem humorado.

A enfermeira Adriana Moro trabalhou com o médico durante anos e lembrou que ele era um grande profissional e um grande exemplo. “ Com ele aprendi muito, ele foi um excelente profissional e dedicado. E acima de tudo um bom amigo”, afirmou.

Milson era pai de duas meninas e um menino, era casado com a empresária Valentina Gomes Imano, com quem teve um dos filhos. Gostava muito da companhia da sua cachorrinha da raça cocker, a  Lili, que até hoje corre para a porta quando ouve alguém na casa falar a frase “cadê o papai?”. O celular também era seu inseparável, pois sempre estava em contato com seus amigos e parentes que moravam em Curitiba.

Sua cocker Lili

Um dos seus filhos, Alexandre se responsabilizou por um dos dois Opalas e, assim que tirar a carteira de motorista, promete seguir os passos do pai atrás do volante e fazer novos passeios pelas estradas de Santa Catarina.

Milson Imano enfrentava um câncer e morreu por complicações cardíacas, no Hospital Nossa Senhora das Graças, no dia 16 de abril de 2017, aos 53 anos.

01/12/1964

16/04/2017

NÓS LIGAMOS PRA VOCÊ!

Como conheceu a Vaticano?*
Portal Vaticano 2018 © Todos os direitos resevados | Por: Agência Nectarina