fbpx
Curitiba/PR: 41 3019-3006 | Bal. Camboriu/SC: 47 3361-0400
Palhoça/SC: 48 3242-3009 | Florianópolis/SC: 48 3236-3006

Homenagem a Pedro dos Santos

Nascimento:  06/05/1945

Falecimento: 20/ 08/2016

Pedro dos Santos, um homem simples, 71 anos, nascido em Blumenau, Santa Catarina, foi criado em uma família de seis irmãos. Sempre com muita energia, sua vontade era grande de vencer na vida, e a cidade onde nasceu não era o lugar que gostaria de construir uma vida para o futuro. Foi então que escolheu a cidade de Almirante Tamandaré, no estado do Paraná, para viver. E lá viveu praticamente a metade da sua vida, foram 35 anos de história com o Monte Santo, um dos bairros  da cidade.

Pedrinho, como era chamado carinhosamente pelos amigos e familiares, foi casado com dona  Roselina Teodoro Castilho, com ela teve três filhos: Patrícia Castilho, de 35 anos, Lilian Castilho, de 25, e Robson Castilho, de 23 anos. Mas ainda tem uma filha mais velha chamada Viviane dos Santos com 39 anos.

Pedro dos Santos 2

A família Santos reunida. Seu Pedro com a esposa, filhos e neto.

Durante o percurso da sua vida conseguiu estudar até o ensino fundamental, sempre muito preocupado com a família, trabalhou por muito tempo como motorista, viajava para vários lugares bem como para o litoral, e também para fora do Paraná. Um dos objetivos do seu Pedrinho era construir sua casa própria, quando chegava do serviço, ao invés de descansar, era o tempo de trocar de roupa, ir para a garagem da sua casa, e como já era à noite, ele ligava um refletor para deixar mais claro o lugar, e colocava literalmente a mão na massa, e desta forma, conseguiu construir duas casas  para a família.

Foram várias conquistas em função da família, Lilian, sua filha do meio nos contou vários momentos inesquecíveis com o pai.

Ele era muito alegre, nunca perdeu o bom humor, gostava de estar junto com a esposa, filhos e netos, gostava das festas de finais de ano. E não podia faltar suas modas de viola, ele gostava muito de ouvir músicas sertanejas, aquelas de “raiz”, as “clássicas”, aquelas bem do fundo do baú, sempre sentado no sofá da sala, e ao escutar, lembrava  da  sua infância.

Era devoto de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, fazia suas orações ao lado da imagem. Sua vida inteira foi trabalhar para dar uma vida de conforto para a esposa, filhos e netos.

Esforço, dedicação e trabalho descrevem seu Pedro dos Santos. Era um chefe de família protetor, e deixou um bom legado para os filhos, a educação rígida, de respeitar sempre os mais velhos e o próximo.

Era magrinho, miudinho, mas era gigante em caráter, e na vontade de vencer. Tinha um sorriso largo, coração bom e uma alma generosa.

Na metade do ano de 2016 acabou adoecendo, ficou 15 dias em casa sofrendo com dores no corpo, e mais 5  dias internado no hospital de Almirante Tamandaré. Infelizmente, no dia 20 de agosto do mesmo ano, faleceu de falência múltipla dos órgãos.

A tristeza da família foi ouvir do seu Pedro, que era para levá-lo para o hospital, porquê não queria morrer em casa, para que seus netos não o  vissem morto.

Um fato que a família não esperava foi que uns dias antes de morrer, ele entregou uma chave de um armário para a família e disse que era para abrir só depois que ele morresse. Foi o que a família fez. E para surpresa de todos, neste armário tinha uma boa quantia de dinheiro.

Seu Pedro foi velado  e sepultado no Cemitério Vaticano, em Almirante Tamandaré.

“ Pai você faz muita falta. Cada tijolo de nossa casa eu lembro do senhor. A cada momento, a cada lugar, tem uma lembrança sua em nossa casa”.

De sua filha Lilian

Trecho da música preferida do seu Pedro

Milionário e José Rico

Nesta longa estrada da vida
Vou correndo e não posso parar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar
Na esperança de ser campeão
Alcançando o primeiro lugar

Mas o tempo cercou minha estrada
E o cansaço me dominou
Minhas vistas se escureceram
E o final da corrida chegou …

06/05/1945

20/ 08/2016

NÓS LIGAMOS PRA VOCÊ!

Como conheceu a Vaticano?*
Portal Vaticano 2018 © Todos os direitos resevados | Por: Agência Nectarina