fbpx
Curitiba/PR: 41 3019-3006 | Bal. Camboriu/SC: 47 3361-0400
Palhoça/SC: 48 3242-3009 | Florianópolis/SC: 48 3236-3006

Como preparar sua casa para receber um animal de estimação – Parte 1: gatos

Como preparar sua casa para receber um animal de estimação – Parte 1: gatos

Está pensando em ter um animal de estimação? A busca por um companheiro de quatro patas é um momento de muita alegria, mas também de responsabilidade. Afinal, o animal precisa de carinho, dedicação e cuidado para ter uma vida saudável e feliz.

Preparamos algumas dicas para ajudar você a se preparar – e adequar a sua casa para a chegada de um pet. Esta primeira parte traz os cuidados para quem pretende ter um gato como companhia.

Veterinário e castração

Ao buscar seu gatinho, lembre-se de levá-lo ao veterinário para um check-up. Ele precisa fazer os exames de FIV e FELV, que são doenças infecciosas e transmissíveis – e que não têm cura -, além de receber as vacinas e vermífugos necessários.

Também é essencial castrar o animal, prevenindo muitas doenças, evitando comportamentos indesejados e a superpopulação dos animais.

Redes de proteção

Quem quer ter um gato em casa PRECISA instalar redes/telas de proteção em todas as janelas e sacadas. No caso dos apartamentos a medida é essencial pois os gatos não têm noção da altura e uma queda pode ser fatal. Quem mora em casa também precisa usar telas para garantir que o animal não tenha acesso à rua, onde está suscetível a doenças e acidentes.

Caixas de Areia

Gatos são animais extremamente higiênicos e sabem onde fazer suas necessidades, mas você precisa garantir que a caixa de areia tenha um tamanho adequado ao animal e esteja em um local arejado. Existem diferentes tipos de areias: sílica, serragem, areia mesmo… e você pode experimentar a que seu gato se adapta melhor.

Também é importante manter a caixa de areia sempre limpa. Caixas sujas fazem com que os bichanos façam suas necessidades fora do lugar ou até mesmo “se segurem” por tempo demais – o que pode gerar problemas de saúde como infecções urinárias.

Se for mais de um gato, o ideal é ter sempre uma caixa de areia a mais do que o número total de animais.

Alimentação

Prepare potinhos para água e ração do seu gato. Uma dica é comprar uma fonte, já que os bichanos adoram água corrente – e isso faz com que eles bebam mais água, o que é ótimo para a saúde do trato urinário.

Quanto à ração, esteja atento às recomendações do veterinário e escolha os alimentos adequados para a idade do animal. Você pode disponibilizar a comida de 2 a 3 vezes por dia ou deixar sempre disponível – vai depender da rotina do seu gatinho.

Arranhadores e brinquedos

A menos que você queira a destruição do seu sofá, da sua cama e de outros móveis, é essencial fornecer arranhadores para que o gato possa se espreguiçar e afiar suas garrinhas – é um instinto natural do animal que precisa ser respeitado.

Não quer gastar com um arranhador? Existem várias opções que podem ser feitas em casa com materiais como papelão, barbante etc.

O mesmo vale para os brinquedos, já que além dos itens comprados como bolinhas, penas e bichinhos, os gatos também amam brincar com bolinhas de papel, caixas, e tampinhas.

Camas

Não é porque gatos adoram caixas de papelão ou se enfiam em qualquer lugar que você vai deixar seu animal sem uma cama, certo?

Assim como os arranhadores e brinquedos, as caminhas também podem ser feitas em casa. E independentemente de ser comprada ou feita por você mesmo, é fundamental que ela esteja em local agradável e arejado para que o gato possa aproveitar suas (muitas) horas de sono.

Higiene

Gatos não precisam de banhos regulares – seus hábitos metódicos de lambidas costumam dar conta do recado. Mas em alguns casos específicos o banho pode ser necessário e é importante que você acostume o seu animal a isso desde cedo para não tornar a experiência estressante.

No dia a dia, os cuidados de higiene com os felinos envolvem a escovação para evitar a formação das famosas bolas de pelo, e a limpeza dos ouvidos e dos olhos em caso de acúmulo de sujeira e secreção. Além disso, é importante aparar as unhas regularmente – com um cortador adequado e com muito cuidado para não machucar o bichano.

Caixa de Transporte

Seu gatinho também vai precisar de uma caixa de transporte adequada que o mantém seguro, diminui o estresse e evita o risco de fugas quando você precisar tirá-lo de casa para levá-lo ao veterinário ou em viagens.

Plantas

Se você tem plantas em casa, muita atenção: gatos são animais curiosos e gostam de cheirar e comer plantinhas, mas algumas delas podem ser perigosas para eles.

Flores ornamentais comuns como begônias, tulipas e lírios são tóxicas para os bichanos. Por outro lado, plantas como catnip, valeriana, capim limão e graminha de pipoca trazem benefícios para a saúde dos gatinhos, pois ajudam na digestão e têm efeito calmante.

Na dúvida, fale com o veterinário para saber quais plantas são seguras para o seu gatinho.

Muito amor e carinho!

Ter um animal de estimação exige responsabilidade e consciência. Gatos podem até ser mais independentes do que cachorros, mas isso não significa que você não precisa dar atenção aos bichanos – e claro, muito carinho.

Além disso, os felinos costumam se adaptar à sua rotina e aos seus hábitos, por isso tenha em mente que eles precisam de um tempo de adaptação e que a maneira como você age também interfere no comportamento dos gatos.

Os bichanos podem dormir muito, correr pela casa em horários aleatórios, perseguir presas imaginárias, espalhar pelos pela casa – e eventualmente destruir alguns objetos. Mas eles também são carinhosos, inteligentes, leais e companheiros. E merecem muito amor.

Todas as notícias

NÓS LIGAMOS PRA VOCÊ!

Como conheceu a Vaticano?*
Portal Vaticano 2018 © Todos os direitos resevados | Por: Agência Nectarina