Quais são os principais cuidados com os pets no outono?

No outono a atenção com a saúde dos pets deve ser bem maior. Pois com a mudança do clima pode vir junto com a nova estação algumas doenças para os bichinhos de estimação. De acordo com o veterinário Fabio Gehrin, os hábitos no verão com os pets são totalmente diferentes, os cães de pelos longos, por exemplo, são tosados frequentemente e de forma bem rasa. Porém, quando o clima vai mudando, acabam sofrendo mais com o frio, inclusive sentem mais frio que os pets de pelos curtos.

Imagem: Pexels/ Skylar Kang

Portanto, o clima gelado pode gerar uma porção de problemas colaterais bem como pneumonias, infecções, alergias, bronquites, bronquiolites, muito comuns em gatos. Considerar os cuidados redobrados com os animais mais velhos, não só com relação ao sistema respiratório, mas também nas questões relacionadas as osteopatias, com o famoso reumatismo. Pois quando começa a esfriar os animais idosos sentem mais o frio. Principalmente os que ficam ao relento, que dormem fora de casa, sofrem mais com o clima gelado.

Por isso, tem que ficar atento com alguns sintomas. No sistema respiratório, por exemplo, a tosse com secreção e secreção nas narinas. Outro fator que deve ser considerado é a febre, mesmo sem termômetro, é possível detectar o estado febril pelo ventre ou o focinho do animal, se estiver mais quente que o normal, possivelmente seja por conta da febre. Neste estado muitas vezes, os animais não se alimentam, param de comer.

Dicas para seu cão passar um outono “numa boa”

  • Mantenha sempre as vacinas do animal em ordem. Fique atento aos prazos.
  • Para que seu pet não sinta tanto a mudança climática, os passeios devem ser feitos em horários mais quentes do dia.
  • Com o ar mais seco no outono, a hidratação deve ser uma prioridade no cuidado do pet.
  • É preciso dar uma atenção especial com a pele e pelagem, para evitar o ressecamento, o que aumenta o risco de dermatites e coceiras intensas.
  • Não realizar tosa para manter o pet aquecido e evitar doenças respiratórias
  • Caso o animal precise de banho, lembrar de secar muito bem os pelos para evitar uma friagem

Fonte: veterinário René Rodrigues Júnior

 

Como manter em dia a saúde do pet?

Imagem: Internet

Bom, os tutores de cães e gatos precisam levar seus pets para fazerem check-ups, consultas de maneira periódica, em média de 4 a 6 meses, para avaliar a saúde dos animais. Com essa avaliação os profissionais conseguem ver o estado deles, se está tudo em dia, e recomendar os cuidados necessários para a prevenção de doenças. Caso perceba algo de diferente no  pet, fora do período de consulta, levá-lo imediatamente para uma consulta extra. Pois se houver algo de errado, o profissional já indica o tratamento necessário e de forma personalizada.

Redação Vaticano

Fonte: Internet


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.