Conheça a história do barreado, comida típica do sul, e veja a receita

Conheça a história do barreado, comida típica do sul, e veja a receita

O barreado é um prato típico da região do litoral do Paraná. Dizem que esta especiaria não existe em nenhum outro lugar. De acordo com alguns registros o barreado surgiu próximo a Serra do Mar, alguns dizem que foi no período colonial e é associado às festas de carnaval e populares da região. Pois na época das festividades as pessoas gastavam muita energia, eram dias de festas e não faziam mais nada, além de comer e dançar, sem se preocupar de ficar na cozinha. Pois a receita precisava de poucos ingredientes, era barata, de fácil preparo e que podia ser feito com antecedência, e mesmo requentado nunca perdia o seu sabor original. Além de dar muita energia aos foliões. Há outros relatos que o barreado era comida de tropeiros que subiam a serra para comercializar erva-mate. Por muitos anos o barreado era consumido só pelas costeiras do Paraná, porém as cidades do litoral – Paranaguá, Antonina e Morretes reivindicam a origem do prato. O prato não tem muito tempo que subiu a serra, no início dos anos 70 passou a fazer parte da gastronomia dos restaurantes de Curitiba.

Divulgação

No prato vai mais de dois tipos de carne bovina de segunda ou magra, como a paleta, maminha e o patinho. Os temperos é que dão o sabor único ao barreado. O segredo é a preparação e deixar o caldo bem grosso. Segue abaixo a receita tradicional do prato mais procurado no litoral paranaense:

Barreado de Morretes

Ingredientes:

  • 2 kg de carne de segunda;
  • 100 g de bacon;
  • 2 cebolas;
  • 5 dentes de alho;
  • louro;
  • cominho;
  • sal a gosto;
  • cheiro verde
  • panela de barro.

Primeiro coloque na panela o bacon para evitar que a carne pegue no fundo da panela durante o cozimento.

Em camadas, coloque um pouco de carne cortada em cubos, em seguida a cebola, o alho e o sal. Depois, coloque novamente o bacon, a carne, a cebola, o alho e o sal. Faça no mínimo três camadas de cada. Cubra todo o conteúdo com água.

Barrear a panela

Coloque a farinha em um pote com água, o bastante para formar uma massinha que, moldada com as mãos, permita a vedação da panela. Com a massa, feche a panela completamente.

No fogo alto a panela ficará por uma hora. Se surgir um furo (por onde vazará água quente), faça mais massa para tampá-lo. Depois de uma hora, mais duas horas de fogo médio. Abra a panela e vá regando com mais água. Leve ao fogo médio novamente por mais 5 horas. Cuidado ao retirar do fogo. Depois de pronto, acrescente um pouco de cominho e louro. Em seguida, acrescente o cheiro verde. Se não tiver panela de barro, cubra todo o conteúdo com água. Feche a panela e coloque para cozinhar por pelo menos três horas.

Ao servir, coloque duas colheres da farinha para duas conchas de barreado bem quente em um prato fundo. É importante a temperatura do barreado para que ajude a cozinhar um pouco da farinha no momento da mistura. Como acompanhamento, a sugestão é uma banana-da-terra.

E bom apetite!

 

 

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.