Vacinas em testes contra a covid-19 estão cada vez mais próximas a resultados eficazes

Vacinas em testes contra a covid-19 estão cada vez mais próximas a resultados eficazes

Das 166 vacinas em desenvolvimento contra o coronavírus, seis já estão em estágio mais avançados

No total já são 166 vacinas em produção no mundo que estão sendo vigiadas pela Organização Mundial da Saúde - OMS. Dentre elas, 24 já começaram a ser testadas em humanos, mas apenas seis chegaram na terceira e última fase de testes. No Brasil por enquanto duas estão sendo testadas,  a vacina da Universidade de Oxford da Inglaterra e a Coronavac da empresa chinesa Sinovac. Ambas fecharam parceria com o Brasil que possui quase 2,5 milhões de infectados pelo coronavírus,  e por este motivo se tornou um grande laboratório para a indústria farmacêutica.  De acordo com a microbiologista Natália Pasternak as vacinas tem parcerias com duas unidades vacinais grandes no Brasil, o Instituto Butantan com a Sinovac, e Bio-Manguinhos da Fiocruz  que está envolvida com a de Oxford.

O Instituto Butantan teve o início de testes em humanos da vacina Coronavac, no último dia 21 de julho, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo. No dia 30 de julho foram inseridos mais quatro centros de testagem, os hospitais Emílio Ribas, em São Paulo, das Clínicas de Ribeirão Preto e as universidades Municipal de São Caetano do Sul e a Federal de Minais Gerais.  Ao todo, os testes da coronavac serão realizados em 9 mil voluntários recrutados em 12 centros de pesquisas do país. Receberão as vacinas apenas profissionais da saúde que não tiveram a doença e que cuidam de pacientes com covid-19. A vacina de Oxford já iniciou os testes para 5 mil voluntários no Brasil.

A expectativa dos cientistas do mundo é que no futuro várias opções estejam disponíveis no mercado. O infectologista Jamal Suleiman comenta “que o Brasil tem várias vacinas em desenvolvimento, cada uma com seu nicho específico. Por enquanto duas estão mais avançadas, porém estão vindo mais opções e isto é o mais importante”.

Mais duas vacinas estão em fase final nos EUA: a Moderna/NIAID que vai ser testada em 30 mil voluntários americanos e a Pfeizer em parceria com uma empresa alemã chamada BioNTech que também vai ser testada em 30 mil pessoas distribuídas nos EUA, Alemanha, Argentina e Brasil. No Brasil, os testes devem ocorrer em São Paulo e Salvador que são as regiões mais afetadas.

Divulgação

Vacina contra a Covid-19 da chinesa Sinopharm será a 4ª a entrar em fase de testes em humanos no Brasil

Vacinas na última fase de testes

Chinesas

Instituto de Wuhan/ Sinopharm

Instituto de Pequim/ Sinopharm

Sinovac

Reino Unido

Universidade de Oxford/ Astra Zeneca

EUA/Alemanha

Pfeizer/BioNTech

EUA

Moderna/NIAID

A terceira e última fase envolve testes em humanos em larga escala, os métodos das seis vacinas são diferentes, porém todas precisam de um acompanhamento dos voluntários durante um tempo para avaliar se a vacina é eficaz e se não tem efeitos colaterais perigosos.


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.