Adoção de animais cresce durante a pandemia

Adoção de animais cresce durante a pandemia

A adoção de animais de estimação aumentou mais de 50% no Brasil e um dos motivos é a solidão provocada pelo isolamento social. Essa solidão para muitas pessoas é dolorosa e pode impactar tanto na parte física quanto mental, afetando negativamente a saúde e a qualidade de vida. No entanto, é comprovado que os pets podem ajudar as pessoas a lidarem melhor com situações difíceis e que envolvem o  medo.

A pandemia também tem despertado a vontade de adoção daqueles que realmente querem adotar mais um animal, por exemplo, pois os responsáveis ficam mais em casa, e tem tempo para repensar as atitudes e rever as prioridades. E ficando em casa, é mais fácil e rápido a adaptação do bichinho em seu novo lar. Portanto, quem deseja adotar um animalzinho precisa ter consciência dos cuidados com o pet.

Divulgação

       

Ao adotar um animal é recomendável que o pet passe por uma avaliação de um médico veterinário, que seja vacinado, desvermifugado e que principalmente tenha concordância de todos os membros da família para que o bichinho seja criado em um ambiente saudável e harmonioso. Porque da mesma forma que a rotina do ser humano modifica com um pet em casa, também muda rotina do amigo de quatro patas. De acordo com a Secretaria do Meio Ambiente do Paraná as adoções de animais contabilizaram cerca de 54% o ano passado, já em 2020, de janeiro a junho, foram 65%. Embora esses dados ainda podem ser maiores por conta de alguns números de adoções não entrarem nas pesquisas oficiais.  Portanto, a adoção responsável é muito importante, não adianta adotar o pet apenas na quarentena e depois que o isolamento acabar, abandoná-lo na rua. Antes de adotar é necessário fazer uma reflexão, e perceber se o desejo é só no momento da quarentena.

Em Curitiba existe o Centro de Referência para Animais em Risco – CRAR, um órgão da prefeitura municipal que tem como objetivo promover adoção de animais que foram abandonados e resgatados de maus tratos. Neste local existem muitos animaizinhos no aguardo de um novo lar (cães e gatos). Lembrando que os cachorros e gatos são carinhosos, amigos, fieis e sempre estão dispostos para fazer dos momentos com seus tutores, os melhores e divertidos. Sem contar que de acordo com pesquisas, ter um pet em casa melhora a saúde e até a resistência as doenças. O CRAR entrega todos os animais castrados, vacinados, microchipados e desvermifugados, porém é cobrado a responsabilidade de cuidados para com o animal.  Para quem quiser saber mais informações:

Centro de Referência para Animais em Risco – CRAR

Endereço: R. Lodovico Kaminski, 1381

Cidade Industrial De Curitiba, Curitiba

Telefone: (41) 3249-6130

Existem várias instituições, órgãos e Ongs espalhados pelo Brasil, se você tem interesse em adotar um animal, faça uma pesquisa de busca sobre instituições de adoção de animais na tua cidade. Afinal, ter um animal adotado em casa, é um ato de amor, de respeito e sinônimo de responsabilidade!

Redação/ Vaticano

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.