Algaci Túlio iniciou sua carreira como repórter esportivo e policial no rádio

Algaci Túlio nasceu em Rio Branco do Sul, região metropolitana de Curitiba, no dia 8 de dezembro de 1940. Mais precisamente em uma colônia chamada Areias, pois seus pais eram imigrantes de italianos, nascidos no bairro de Santa Felicidade. De acordo com o que ele falava começou a gostar de rádio quando todos os moradores da colônia em que morava se reuniam para escutar o jogo de futebol no rádio “era enorme, parecia uma caixa de abelhas, no tempo do Ferroviário, Britânia, minha paixão pelo rádio começou ali, com as vibrações dos locutores”, contava. Saiu da Colônia aos 9 anos para morar em Curitiba, no bairro do Ahú, entre 1949/1950. Aos 14 anos, além de estudar, começou a trabalhar como atendente de loteria. Dois anos depois passou a atuar como colaborador na rádio Marumby levando informações sobre o futebol amador. Mas foi no ano de 1975 que iniciou sua carreira de repórter policial, trabalhando em várias rádios como Clube Paranaense, Rádio Universo, Rádio Cidade, Cultura, Colombo e Independência.

Divulgação

Porém, foi na rádio Independência que iniciou sua carreira política estimulado pelo deputado estadual Erondy Silvério e se elegeu ao cargo de vereador em 1982, com mais de 13 mil votos, sendo o mais votado daquela época. Em 1986 também concorreu e se elegeu ao cargo de deputado estadual sendo o 5º mais votado, no Paraná. Em 1988 concorreu ao cargo de prefeito em Curitiba, mas cedeu sua vaga para o Jaime Lerner que em 12 dias venceu as eleições, e Algaci Túlio se tornou o vice-prefeito. Em 1990 foi eleito deputado estadual e, em 1994 foi novamente vice-prefeito dessa vez do prefeito Cássio Taniguchi. Em 1998 foi eleito pela quarta vez a deputado estadual.

Divulgação/ Jaime Lerner ao lado de Algaci Túlio, que desistiu de concorrer a prefeito  12 dias antes das eleições e acabou virando vice. Ano de 1988.
 

Algaci Túlio atuando em um de seus cargos públicos

Ao todo, foram quatro mandatos como deputado estadual, dois mandatos como vereador, dois como vice-prefeito e por 29 vezes foi prefeito interino de Curitiba. Foi autor de projetos como a criação da central de transplante de órgãos do Paraná, a primeira do Brasil. Também participou da mobilização contra a venda da Copel, em 2001, quando já havia rompido com o grupo de Lerner. Em 1998 teve que renunciar ao cargo de deputado estadual para assumir como vice-prefeito. Porém, a parceria não deu muito certo e Algaci renunciou. Preferiu voltar a ser deputado estadual. Permaneceu na Assembleia Legislativa quase até o fim da carreira política. Durante sua passagem na Assembleia Legislativa ocupou várias funções como de primeiro vice-presidente, quarto secretário e líder de governo. Teve a maioria das emendas aprovadas para a elaboração da nova Constituição do Paraná, em 1989. Seu último mandato em cargo público foi em 2008 como vereador de Curitiba. Em 2012, após 30 anos na vida pública, decidiu se aposentar.

Infelizmente Algaci Tulio faleceu, no dia 13 de janeiro, de 2021, aos 80 anos, em decorrência da Covid-19. Algaci deixa um legado muito especial, pois foi uma das figuras mais importantes da política curitibana e paranaense, nos últimos 40 anos.  Por último, Algaci estava fora da vida pública e do rádio. Morava no litoral paranaense. Deixa a esposa Raquel Túlio, seis filhos, um em memória, e seis netos.

Foto família/ Fernanda Túlio uma das filhas de Algaci Túlio.

 

Redação/ Vaticano

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.