Controle emocional em tempos de pandemia. O que fazer?

Tão importante quanto cuidar do corpo, em relação a Covid-19, ou tantas outras patologias, independente da pandemia, se faz necessário cuidar da saúde mental. Para enfrentar o atual momento às vezes o que se precisa é de uma pausa. Dividir com outras pessoas o que está passando, mesmo online o importante é não se isolar.

Divulgação

O primeiro passo é praticar a respiração consciente, parar e se perguntar: isso está no meu controle? Prestar atenção ao que está acontecendo no momento em que estamos vivendo rodeados de notícias, de número de mortes, pode ser prejudicial, principalmente se não tivermos com quem dividir essa angustia. Não quer dizer que você tenha que estar ausente dos noticiários, mas a partir do momento que você tem a informação, faça a seguinte pergunta: eu sou capaz de resolver esse problema? Está totalmente no meu controle? E então avaliar a situação, se não está no meu controle faço a minha parte e volto meu foco ao meu trabalho, em cumprir minhas metas, na minha saúde, e procuro fazer o melhor no lugar onde eu estou.

Algumas dicas simples e importantes que podem fazer a diferença:

Divulgação

1 -   Respirar, parar e sentir as emoções. Se você já tem o hábito da meditação, ótimo se ainda não tem, procure no momento de stress respirar 3 vezes, respira e expira pausadamente, isso fará com que seu cérebro trabalhe melhor e acalme a sua mente.

2 – Pratique a autocompaixão: acolha seus sentimentos como se estivesse acolhendo de um amigo. Autocompaixão não é dó de você, e sim amor próprio.

3- Troque a felicidade por realização: é muito comum em nossa sociedade a cobrança de que a pessoa tem que ser feliz a qualquer preço, isso pode gerar culpa por não se sentir dessa maneira, ou frustração quando se compara aos outros. Quando trocamos a felicidade por realização, mesmo com a pressão diária, pouco importam as condições, se você está realizado, está feliz, mesmo não sorrindo em todos os momentos. Um exemplo prático são as pessoas que estão trabalhando frente a Covid-19, quantos relatos de médicos, enfermeiros, copeiros, que estão num cenário triste, mas realizados pelo trabalho prestado.

4- Pedir ajuda é um ato de coragem: ainda é tabu falar que vai ao psicólogo, mas saiba que este é um ato corajoso. O qual não devemos deixar para ter somente quando o sintoma já está no corpo. Se você estiver sentindo medo, aperto no peito, desesperança, não consegue mais manter seu ciclo de amizades, está intolerante com a família ou no seu ambiente de trabalho, esta é a hora de procurar um profissional.

Quanto maior o seu autoconhecimento, melhor estiver consigo mesmo, melhor estará seu relacionamento com as pessoas ao seu lado. Quanto mais praticar a autocompaixão e ter autoconhecimento, mais você terá sucesso no seu trabalho. Os profissionais da psicologia estão aptos a ajudar você a entender e se relacionar com as suas emoções.

5- Permita-se não dar conta de tudo: é o momento importante de rever a sua rede de apoio, principalmente na atualidade em que o trabalho home office veio como temporário, mas mudou a realidade de muitas famílias, ocasionando uma mudança radical na rotina. É necessário manter o diálogo, lembrando sempre que o óbvio deve ser dito.

O mais importante neste momento é que devemos pelo menos tentar atravessar essa crise com o mínimo de desgaste possível. Não julgue as pessoas, não faça suposições, lembre-se sempre da sua capacidade, das suas habilidades, levante a bandeira do amor, permita-se, e se puder faça trabalho voluntário, mesmo online é possível. Cuide do corpo, movimente-se, alimente-se, durma o necessário para seu metabolismo.

É quando surge o medo e a incerteza que devemos buscar aquela coragem que está no nosso interior. E se achar que este é o momento de começar a psicoterapia, esteja de coração aberto e procure um profissional habilitado.

 

Artigo - Andréa Arruda /  Psicóloga Clínica / Parceira Vaticano

Atende pessoas em processo do luto e terapia de casal.Pós graduanda em Sexologia pela FG- POA.

Atende na região de Balneário Camboriú.

Contato: 47 9 8426-9307

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.