Cãozinho cego merece muito amor e cuidados redobrados. Saiba algumas dicas para que o pet tenha uma qualidade de vida melhor!

Ter um cãozinho cego é algo a que todos nós estamos sujeitos, seja adotando um, seja por um motivo que acabou ficando cego. Porém, muitos são os motivos que levam um cachorro a ficar cego, e sempre vale reforçar que as visitas periódicas ao veterinário, é a melhor forma de prevenir doenças que levam à cegueira. A boa notícia sobre cães cegos é que eles se adaptam de forma fácil a esta condição, precisando apenas de alguns cuidados, por parte de sua família humana, para ajudar no processo de adaptação.

Imagem/ internet

Vamos às dicas de como facilitar a adaptação de seu filho de quatro patas:

* Comece restringindo os espaços pelos quais ele vai circular e assim que ele se acostumar, vá liberando aos poucos mais espaços de circulação.

* Se não conseguir restringir os espaços, passeie com ele preso em uma guia, para que ele vá criando um mapa mental do cômodo ou quintal.

* Caso haja móveis leves ou objetos que possam cair ou machucar o seu pet, prenda-os no chão ou tire do local.

* Evite ao máximo mudar móveis de lugar, para que ele possa se acostumar com a disposição da mobília.

* Potes de água e comida, tapetes higiênicos e outros objetos que ele costuma utilizar devem estar sempre no mesmo local.

* Leve-o para passear, para que ele possa ser estimulado pelos sons, texturas e cheiros. Lembre-se que ele só não enxerga.

No mais, ofereça muito amor e carinho para que seu filho de quatro patas siga sentindo-se amado por sua Família Multiespécie.

Por Sandra de Almeida, médica veterinária e psicóloga

Parceira Vaticano

 

Leia também:

Remédios mais utilizados para cães

Link: https://www.portalvaticano.com.br/noticias/remedios-utilizados-caes


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.