Dez animais exóticos criados como pets!

Antigamente os cachorros eram criados do lado de fora da casa, comiam resto de comida, hoje em dia, eles são criados praticamente como filhos. Além dos cachorros, os gatos e os pássaros, eram mais comuns dentro de nossas casas. E conforme o tempo passa o número de pets só aumenta nas residências, não apenas dos brasileiros, mas nos lares do mundo todo. Porém, com mais estudos e recursos, mais animais estão sendo permitidos como bichinhos de estimação, aqueles menos comuns, os mais exóticos. Separamos alguns aqui que entraram para a lista de preferência de algumas pessoas mais ousadas:

 

Vombate

Foto / Marco Tomasini

O vombate é um animal marsupial nativo da Austrália. É pouco conhecido e tem uma aparência “meio estranha”, porém conquista muita gente por sua fofura e simpatia. Eles são baixinhos com membros curtos, apesar de não serem tão pequenos. As menores espécies pesam cerca de 30 quilos e podem virar animais de estimação, pois são muito companheiros se forem criados por seres humanos desde filhotes.

 

Tamanduá

Tamanduá-mirim / Reprodução Animal Business

Tamanduás como animais de estimação raramente são permitidos no Brasil e na maioria dos países, exceto quando o cuidador resgatou o filhote órfão e depois não conseguiu reinserir na natureza. Nestes casos, eles estão sendo ameaçados pelo seu habitat natural e não é recomendável tirá-los da natureza apenas para ter um amiguinho exótico em casa. Porém, os tamanduás-mirins podem ser pets bem carinhosos, pesam em torno de sete quilos, a expectativa  de vida é de 20 anos e não costumam ser agressivos com os seres humanos.

 

Tigre 

Reprodução / Mega Curioso

Você já deve ter ouvido falar naqueles bilionários de Dubai que adoram ostentar tigres de estimação. Os donos de tigres dizem que eles podem ser muito “confiáveis” se forem acostumados com a presença humana desde filhotes. E muitos se comportam como gatinhos grandes demais.

 

Preguiça

Reprodução/ Portal dos Animais

Quem não quer a companhia de um animal dócil e tranquilo de lidar. Embora não seja o pet mais brincalhão e empolgado do mundo. O bicho preguiça com certeza é uma boa alternativa para quem não abre mão da tranquilidade, já que esses mamíferos podem dormir até 18 horas por dia, e passam a maior parte do tempo na mesma posição. É claro, que esse animal exige muitos cuidados, uma alimentação regrada e especial com apenas alguns tipos específicos de folhas, e um lugar próprio para ele ficar. E também é importante que esse bichinho seja legalizado, já que a caça e o tráfico podem fazer desse animal uma espécie de risco de extinção.

 

Lhama

Foto Bruno Covello

As lhamas são animais queridinhos pela internet por serem tão fofas e peludas. É por isso que muita gente procura ter uma lhama para chamar de sua. Em 2019, um empresário virou notícia justamente por vender filhotes de lhama, como animal de estimação por R$7500 reais. Esse bichinho é conhecido por ser dócil e o IBAMA não tem restrições para ter um lhama em casa, por ser considerado um animal doméstico. Desde que eles sejam criados num espaço adequado com grama, árvores de médio porte e um abrigo.

 

Muntíaco

Reprodução Wikipedia

Muntíacos ou cervos-latidores. Esta espécie tem sido adotada por algumas pessoas. Possui um porte pequeno, mede cerca de 55 centímetros e não pesa mais que 15 quilos. Diferente de outras espécies de cervo, esse pequeno não é nada silencioso, inclusive consegue emitir um som parecido com de um cachorro. Desde que não se incomode com o barulho e com animal agitado e saltitante, é um bichinho muito dócil e companheiro para se ter como pet.

 

Cangambá

Reprodução / Britânica Escola

Erroneamente chamado de gambá no Brasil, é o famoso mamífero preto e branco que solta um líquido com mau cheiro para se proteger deixando o rastro do cheiro que ele mira nos olhos do “predador” para deixá-lo temporiamente cego, o odor pode atingir um raio de quatro metros, por isso, o cangambá não costuma ser um animal preferido das pessoas quando se trata de escolher um pet. Mas você sabia que ele pode ser um bom animal de estimação exótico? Ele é bem limpinho e pequeno, o que torna uma boa opção para quem mora em apartamento, por exemplo. Em 2013 uma família nos EUA adotou um cangambá desde que era muito pequeno e sem a mãe, ele parecia ter muito apego e carinho pelos cuidadores.

 

Feneco

Foto/ Internet

Você já deve ter visto na internet vários vídeos dessa linda raposinha de orelhas grandes. Ela é tão fofa que não tem como se apaixonar. Essa espécie é conhecida como Feneco ou raposa do deserto que pode ser criado como pet. Já que pode ser facilmente domesticado por ser dócil e brincalhão. Além disso, por ser o menor canídeo conhecido com cerca de 1 quilo e meio, essa raposinha teoricamente poderia ser criada em locais pequenos. O único problema, pelo menos, no Brasil, e outros países, que não é permitido manter um feneco como animal de estimação, já que morreria em pouco tempo, por viver num lugar totalmente diferente de seu habitat natural.

 

 Morcego

Reprodução / Galileu

Sim, existem pessoas que possuem morcegos como pet e vivem muito bem com eles, principalmente quando são adotados desde pequenos. Um exemplo disso, foi quando uma mulher, em 2014, nos EUA, adotou um morcego que estava preso em seu terraço. A partir do resgate começou a cuidar como se fosse seu pet, e o morceguinho até aprendeu a conviver em harmonia com outros animais de sua cuidadora. Porém, nem todas as espécies de morcegos podem ser adotadas, já que alguns deles se alimentam de sangue e podem transmitir doenças para os humanos e outros animais. Porém, os morcegos que comem frutas ou insetos não oferecem riscos para os seres humanos.

 

Sagui

Foto Alf Ribeiro

Esse bichinho de tufinhos do lado da cabeça é bem pequeno, porém pode ter uma vida relativamente longa, podendo viver cerca de 30 anos. Quando filhote precisa ficar com a mãe até os 5 meses de idade. Se ele se sentir ameaçado de alguma forma, ele pode ser agressivo, mas isso não é o tempo todo. É ágil, brincalhão e muito inteligente. Ele exige um manejo diferente, por isso não é indicado para uma criança. Possui unhas compridas que parecem garras. Pesa cerca de 2 quilos e meio, com um comprimento de 30 centímetros e mais 35 centímetros só de cauda.

 

Vale lembrar que um animal capturado direto da natureza pode ser agressivo colocando em risco a convivência familiar. Além de conviver com um animal perigoso de forma ilegal, você estará contribuindo com o tráfico de animais. Você pode ter um animal exótico, procurando locais específicos e com autorização legal do Ibama.  

Redação Vaticano

Fonte: Internet

 

 

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.