Vamos falar sobre luto? Por Andréa Arruda

A palavra luto vem acompanhada do seguinte pensamento: morte, e para que falar de morte? Pelo simples fato de ser um acontecimento normal, humano e existencial. Tal finitude move o homem, sempre em busca da sonhada felicidade. A morte é o mistério da vida. Não existe receita mágica que possa mudar tal fato, não temos como saber como será a nossa morte, que dia e de que forma. Mas é a única certeza, que um dia chega para todos. Muitas vezes apresenta-se de maneira inesperada, outras vezes vem anunciando seu momento.

Imagem/ internet

Porém quando chega, nos coloca numa cilada, nos tira o chão, e nos faz termos a sensação de impotência, ela é um conjunto de emoções que podem levar algum tempo para ser assimilado, e sozinho muitas vezes o caminho torna-se mais pesado, doloroso e longo e por isso se faz necessário quebrar paradigmas sobre o assunto. Portanto a morte é inevitável, mas o sofrimento pode ser acolhido por profissionais capacitados para isso. O luto é uma situação estressante por tratar-se da perda indesejada, e independe da idade e da forma como aconteça, é um momento que precisa ser respeitado e tratado com toda empatia e amorosidade tanto para aquela pessoa mais próxima como para a família em geral.

Em nossa cultura, aceitar a morte de um ente querido ou de alguém próximo pode ser devastador. Em tempos de pandemia, temos convivido com essas notícias em nossas redes sociais a todo momento, e o mais assustador ainda, está sendo o fato de não podermos fazer as despedidas como de costume. O momento do último adeus, as lágrimas compartilhadas, os abraços longos e silenciosos. O momento chamado de luto precisa ser vivenciado, sentido, e não existe maneira certa para passar por este episódio, cada indivíduo é único e passará por ele de maneiras diferentes, assim como o luto não vivenciado ou não acompanhado por um profissional da psicologia pode levar o indivíduo a depressão, e até mesmo ao suicídio.

Imagem/internet

Estudos mostram que a psicoterapia tem se mostrado muito eficaz neste momento de dor, sendo necessário um novo olhar para as vidas que ficaram. Uma nova organização se faz necessária em todos as esferas. Fato este que poderá levar um certo tempo até haver um equilíbrio e a pessoa já possa pensar na sua vida sem o ente querido.

Algumas dicas podem ser úteis:

  • Tente não se isolar
  • Sinta e aceite seus sentimentos
  • É permitido chorar, permita-se
  • Dê um tempo a você
  • Cuide da sua espiritualidade
  • Permita-se ser cuidado
  • Procure um psicólogo o quanto antes.
  • Esteja envolto de amor, comprovadamente o amor fortalece o organismo. Ele é o maior escudo para nossa saúde e para a paz.

 

Por Andréa Arruda – Psicóloga Clínica

CRP 12/20615

Parceira Vaticano

Leia também:

Luto sem despedida por conta da covid-19

Acesse o link: https://www.portalvaticano.com.br/noticias/luto-sem-despedida-covid19

 


Compartilhe essa notícia:

A Vaticano possui a mais completa estrutura para melhor atender seus clientes, contando com Capelas de Velório, Cemitério, Crematórios, Crematórios Pet, Floricultura e Distribuidora de Flores. Buscamos constantemente o aprimoramento no atendimento às famílias enlutadas e de nossos profissionais. Estamos sempre em busca de inovações no setor. É uma empresa de origem familiar, e hoje, é administrada pela terceira geração.